[Parte 1] Feedback! Que bicho é esse?

Desde o ano passado eu tenho estudado sobre feedback. Essa ferramenta é uma das mais importantes, tanto no quesito pessoal quanto ao profissional. Ela permite a cada um de nós evoluirmos como indivíduo e como profissional. Mas existem diversos mistérios envolvidos em um feedback, tanto para dar, como para receber de forma assertiva. Por isso eu resolvi escrever uma série de artigos, destrinchando e aprofundando tudo que eu tenho aprendido sobre feedback.

Bora lá dar uma olhada?

Como vai ser essa série?

A primeira coisa que precisamos fazer é alinhar expectativas. Essa série de artigos tem uma base teórica retirada de dois livros principais: "Preciso saber se estou indo bem" e "Obrigado pelo feedback", além de outros artigos, videos e diversos materiais recolhidos pelo mundo afora.

A Parte 1 e Parte 2 vão tratar sobre como dar um feedback. O que é importante saber? Como fazer isso? Porque fazer isso? Qual o efeito disso na vida das pessoas (sua e delas)? Da parte 3 a 6 vamos falar sobre como receber um feedback (notou que a temática de receber feedback tem mais conteúdo que a parte de dar feedback?). Como podemos receber um feedback e aprender com ele? Como receber um feedback que consideramos inútil e ainda assim tirar algum proveito? Porque o feedback não é o que esperamos? Essa parte aborda diversas armadilhas da mente com o intuito de nos capacitar para aprender com nossos feedbacks. E finalmente teremos uma parte 7, onde vamos refletir sobre a essência do feedback, recapitular pontos importantes e encerrar nosso conteúdo. Vou deixar abaixo os títulos, e conforme os posts forem saindo, eu atualizo aqui:

  • [Parte 1] Feedback! Que bicho é esse?
  • [Parte 2] Feedback! Qual a cara do bicho?
  • [Parte 3] Feedback! Como domar esse bicho?
  • [Parte 4] Feedback! Gatilhos de verdade - a dificuldade de ver
  • [Parte 5] Feedback! Gatilhos de relacionamento - O desafio de nos
  • [Parte 6] Feedback! Gatilhos de identidade - o desafio do eu
  • [Parte 7] Feedback! O bicho foi domado

Se você tiver alguma dúvida, pode comentar que eu respondo assim que der.

O que é feedback?

O termo feed-back tem origem na revolução industrial, onde era usado para definir a quantidade de movimento que saia e retornava ao ponto de entrada num sistema mecânico. Em 1909, Karl Braun ganhou um Nobel por usar a expressão para designar as conexões e loop de um circuito eletrônico. Após a segunda guerra mundial em certo momento a palavra passou a ser empregada nas relações de trabalho, assim como nos sistemas eletrônicas a intenção era que a informação de saída retorna-se a entrada, permitindo que o funcionário fosse orientado em como crescer. Nos dias atuais feedback tem se tornado uma constante, viabilizando o crescimento profissional, pessoal, elevando a moral e resolvendo problemas. Espera-se muito do feedback, seja ele do seu superior hierárquico ou do seu colega de trabalho. E é ai que reside o problema:

"A grande maioria das pessoas não sabe dar nem receber feedback."

Toda vez que alguém lê essa frase (ou pelo menos em sua maioria), acredita que ela tem a ver com os outros e não consigo mesmo. Eu imagino (que por você estar lendo esse artigo), você não se enquadra naqueles que acham isso, mas realmente quer entender mais sobre o assunto, para aprender a ser eficiente e proficiente em feedback. Se você não acredita no que eu disse, vamos a algumas referências:

Como você pode ver, temos dois cenários: as pesquisas dizendo que o feedback não é eficiente e a percepção das pessoas sobre feedback levando elas a gerar conteúdo para mudar o cenário. Conclusão: O feedback como conhecemos está ruim.

Dito isso, vamos alinhar aqui o que esperamos de um feedback, seja oferecendo ele para alguém ou recebendo de alguém:

"O feedback deve ser construtivo, seja nos permitindo mudar para melhor, crescer uma característica positiva, ou enaltecer um conjunto de habilidades já estabelecidas."

Com isso podemos definir que o feedback tem que permitir crescimento. Com isso podemos começar a pensar em outra coisa.

Qual é a importância do feedback?

Muita gente diz que o feedback é importante, mas não explica o motivo.

Existem diversos artigos que falam sobre como ele permite que você "entre nos trilhos", "seja motivado", "direcionado", "engajado". Eu coloquei tudo isso entre aspas porque do meu ponto de vista, isso tudo é relativo ao seu momento, mas o que é absoluto é que o feedback é uma ferramenta de evolução pessoal. E ele serve a esse propósito seja quando você oferece um feedback, seja quando você recebe um.

Vamos começar pelo mais simples: receber um feedback é uma oportunidade de evoluir, não importa se o feedback é bom ou não, a oportunidade de evolução se apresenta mesmo quando as criticas não são construtivas. Fulano veio dizendo diversas coisas sobre você que não agregam valor e não são verdade. Surge a oportunidade de você crescer como ouvinte (talvez fulano esteja precisando conversar com alguém e resolveu descontar em você), surge a oportunidade de lidar com situações de pressão (ser pressionado por uma inverdade pode te ajudar a enxergar os pontos positivos que contradizem aquilo), as oportunidades são diversas. Quando você recebe um feedback construtivo tem uma oportunidade em mãos de se aprimorar, ou em alguns casos, consolidar o caminho que você tem seguido. E quando você começa a pensar no feedback em uma oportunidade de evolução, você começa a desejar ele, a apreciar, a desfrutar da chance de ir para um lugar melhor.

Por outro lado, dar um feedback é crucial para seu desenvolvimento.

Obama fazendo cara de ham?

Sim. Se preocupar com outras pessoas agrega valor a sua vida, pois te permite aprofundar suas relações humanas. A empatia (se você quiser se aprofundar clique aqui) é uma caracteristica poderosa que deve ser desevolvida. Isso acontece naturalmente quando você entende as nuances de um feedback. Essa é só uma das oportunidades de desenvolvimento ao dar um feedback, durante os artigos, vamos falar mais sobre isso tudo. Dar feedback te ajuda a aprender como se comunicar melhor, como se expressar, te auxilia a entender o contexto das situações envolvidas, até mesmo a prestar atenção em detalhes que você não prestária antes. Como eu disse, é crucial para seu desenvolvimento.

Esse primeiro post é uma tremenda introdução. O intuito dele é preparar as questões que queremos responder até o fim dessa série, alinhar nossas espectativas e principalmente, deixar claro que o feedback é extremamente importante. Mas antes de encerrar, eu quero levantar uma questão crucial, que eu não vejo sendo levantada por ai:

O feedback é importante na sua vida pessoal também, não só no trabalho

O que?

Você já pensou que as suas relações pessoais também precisam de feedback? Sabe aquele amigo que sempre chega atrasado? Ou aquela namorada que é atenciosa demais as vezes? Não vamos esquecer dos seus pais, que fazem tudo pra você. Ao longo dessa série você vai perceber que o feedback seria eficiente em todos esses casos, seja deixando claro que você não gosta de algo para que aquilo mude, ou reconhecendo esforços para aqueles que merecem reconhecimento. O feedback não é uma ferramenta profissional, mas sim uma ferramenta de crescimento, e saber empregar ela na sua vida, seja ela profissional ou pessoal, te ajudará cada vez mais a crescer enquanto você favorece as pessoas ao seu redor para o crescimento também. Existem sutilezas que precisam ser trabalhadas em relações profissionais e pessoais, mas ao longo do tempo vamos tentar deixar claro isso também, para que você se torne um mestre jedi expert em feedback.

Yoda: Muito para aprender, você ainda tem

Duvidas? gostou? Me acha um idiota?

Comenta ai!!

Angeliski